JESUS TE CONVIDA A PASSAR UMA HORA ESPECIAL COM ELE

Para ter uma vigília de oração constante diante do Santíssimo, precisamos assegurar-nos que em cada hora haja adoradores.

Para tanto, é necessário que cada pessoa se comprometa a tomar uma determinada hora.

Desta forma, podemos organizar todas as horas da noite, de modo que sempre haja alguém com Jesus.

A sua fé na presença de Jesus lhe ajudará a crer com convicção.

Torne-se você também um adorador (a). Faça uma experiência diante de JESUS EUCARÍSTICO

“VINDE A MIM VÓS QUE ESTAIS CANSADOS E SOBRECARREGADOS, EU VOS ALIVIAREI” (Mt 11,28).

ALEGRAI-VOS, ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS.

VINDE TODOS E ADOREMOS AO SALVADOR, JESUS SE FAZ PRESENTE NA SAGRADA EUCARISTIA, NÃO PERCA A OPORTUNIDADE DE ESTAR JUNTO A ELE. SEJA VOCÊ TAMBÉM UM ADORADOR DE JESUS CRISTO.

“A EUCARISTIA É O REMÉDIO DA IMORTALIDADE, O ANTÍDOTO CONTRA A MORTE” (Santo Inácio de Antioquia).



“A EUCARISTIA CONSISTE DE DUAS REALIDADES, A TERRENA E A CELESTE. POIS O PÃO QUE É TIRADO DA TERRA, NÃO É MAIS PÃO COMUM, UMA VEZ QUE ELE RECEBEU A INVOCAÇÃO DE DEUS E NÃO SE CORROMPE. PORTANTO, TAMBÉM NOSSOS CORPOS, QUANDO RECEBEM A EUCARISTIA, NÃO SÃO MAIS PASSÍVEIS DE CORRUPÇÃO, MAS POSSUEM A ESPERANÇA DA RESSURREIÇÃO PARA A ETERNIDADE”. (Santo Irineu, sec.II).

sexta-feira, 21 de maio de 2010

PENTECOSTES - SOLENIDADE DO SANTO ESPÍRITO DE DEUS.


"Chegando o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente, veio do céu um ruído, como se soprasse um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados. Apareceu-lhes então uma espécie de línguas de fogo que se repartiram e pousaram sobre cada um deles. Ficaram todos cheios do Espírito Santo e começaram a falar em línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem". (At 2, 1-4).

A origem de Pentecostes vem do Antigo Testamento, os judeus celebravam a festa da colheita, dia de alegria e ação de graças, o povo oferecia a Deus os primeiros frutos da terra. Mais tarde, tornou-se também a festa da renovação da Aliança, a entrega da Lei no monte Sinai, cinqüenta dias após o Êxodo, daí a origem do nome “Pentecostes” do grego “Pentekosté” (qüinquagésimo).

Como sabemos pela narrativa do livro dos Atos dos Apóstolos, o primeiro Pentecostes cristão, ocorreu no dia em que os judeus celebravam a colheita e a entrega da Lei. E sabemos também, que ela ocorreu cinqüenta dias após a ressurreição de Jesus.

Para que possamos entender melhor a festa de Pentecostes, devemos considerar alguns conceitos de fé sobre a Santíssima Trindade.

Existindo um só Deus, existem Nele três pessoas divinas – Pai, Filho e Espírito Santo. Cremos neste mistério porque Deus o manifestou a nós. Deus Pai criou todo o universo e a nós a sua imagem e semelhança, Deus Filho que é a expressão do conhecimento e nos remiu de nossos pecados e Deus espírito Santo que é a manifestação de todo o seu amor a nós. Este amor infinitamente perfeito, infinitamente intenso, que eternamente flui do Pai e do Filho, é o que chamamos Espírito Santo, que procede do Pai e do Filho. É a terceira pessoa da Santíssima Trindade.
Deus Pai é o criador, Deus filho é o Redentor, Deus Espírito Santo é o Santificador. E o que um faz, Todos o fazem; onde um está, estão os três.

Pentecostes comemora o envio do Espírito Santo à Igreja “mas descerá sobre vós o Espírito Santo e vos dará força; e sereis minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria e até os confins do mundo”. (At 1,8).

A partir da Ascensão de Cristo, os discípulos e a comunidade não tinham mais a presença física do Mestre. Em cumprimento à promessa de Jesus, o Espírito Santo foi enviado sobre os apóstolos. Desta forma, Cristo continua presente na Igreja, que é aquela que dá continuidade a sua missão.

O Espírito Santo é aquele que nos dá força para perseguirmos a santidade, é aquele que nos anima e nos conduz à restauração. Um instrumento para a nossa transformação é a vida de oração, antes da vinda do Espírito Santo aos discípulos, podemos observar esta prática entre eles, "permaneciam reunidos no cenáculo: Pedro e João, Tiago, André, Filipe, Tomé, Bartolomeu, Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão, o Zelador, e Judas, irmão de Tiago. Todos eles perseveravam unanimemente na oração, juntamente com as mulheres, entre elas Maria, mãe de Jesus, e os irmãos dele" (At1, 13-14). A Igreja existe porque o Espírito Santo lhe foi enviado. A partir deste instante, os discípulos partiram pelo mundo levando a Boa Nova a toda a criatura, como nos pede Jesus Cristo.
O Pentecostes marca o nascimento da Igreja e sua vocação para a missão universal.

"Os que receberam a sua palavra foram batizados. E naquele dia elevou-se a mais ou menos três mil o número dos adeptos. Perseveravam eles na doutrina dos apóstolos, na reunião em comum, na fração do pão e nas orações". (At 2, 41-42).

OS DONS DO ESPÍRITO SANTO

Nós os recebemos de Deus para nos ajudar a prática das virtudes. Desperta-nos a atenção para ouvirmos a silenciosa voz de Deus em nosso interior, tornam-nos dóceis aos delicados toques de suas Mãos.

SABEDORIA: É o que nos dá o sentido para apreciarmos as coisas de Deus, dando o verdadeiro valor a elas, e a enfrentarmos o mundo como degraus para a santidade.

ENTENDIMENTO: Dá-nos a percepção espiritual necessária para entendermos as verdades da fé.

CONSELHO: Ensina-nos o melhor caminho que devemos percorrer para nossa santificação, contribuindo assim para a glória de Deus.

FORTALEZA: Sustenta-nos nos perigos, nos temores e nas tentações. Leva-nos a triunfar nas dificuldades que se opõe a nossa santidade.

CIÊNCIA: Torna-nos aptos para reconhecer o que nos é espiritualmente útil ou prejudicial, nos move a escolher o útil e a repelir o nocivo.

PIEDADE: É a disposição habitual para com Deus, uma combinação de amor, confiança e reverencia.

TEMOR DE DEUS: É o receio constante de desagradar a Deus e que nos faz afastar dos pecados.

São esses os auxiliares das graças, as predisposições para a santidade que o Espírito Santo insere em todos os batizados.

Nenhum comentário: