JESUS TE CONVIDA A PASSAR UMA HORA ESPECIAL COM ELE

Para ter uma vigília de oração constante diante do Santíssimo, precisamos assegurar-nos que em cada hora haja adoradores.

Para tanto, é necessário que cada pessoa se comprometa a tomar uma determinada hora.

Desta forma, podemos organizar todas as horas da noite, de modo que sempre haja alguém com Jesus.

A sua fé na presença de Jesus lhe ajudará a crer com convicção.

Torne-se você também um adorador (a). Faça uma experiência diante de JESUS EUCARÍSTICO

“VINDE A MIM VÓS QUE ESTAIS CANSADOS E SOBRECARREGADOS, EU VOS ALIVIAREI” (Mt 11,28).

ALEGRAI-VOS, ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS.

VINDE TODOS E ADOREMOS AO SALVADOR, JESUS SE FAZ PRESENTE NA SAGRADA EUCARISTIA, NÃO PERCA A OPORTUNIDADE DE ESTAR JUNTO A ELE. SEJA VOCÊ TAMBÉM UM ADORADOR DE JESUS CRISTO.

“A EUCARISTIA É O REMÉDIO DA IMORTALIDADE, O ANTÍDOTO CONTRA A MORTE” (Santo Inácio de Antioquia).



“A EUCARISTIA CONSISTE DE DUAS REALIDADES, A TERRENA E A CELESTE. POIS O PÃO QUE É TIRADO DA TERRA, NÃO É MAIS PÃO COMUM, UMA VEZ QUE ELE RECEBEU A INVOCAÇÃO DE DEUS E NÃO SE CORROMPE. PORTANTO, TAMBÉM NOSSOS CORPOS, QUANDO RECEBEM A EUCARISTIA, NÃO SÃO MAIS PASSÍVEIS DE CORRUPÇÃO, MAS POSSUEM A ESPERANÇA DA RESSURREIÇÃO PARA A ETERNIDADE”. (Santo Irineu, sec.II).

quarta-feira, 2 de junho de 2010

CORPUS CHRISTI.

A FESTA DE CORPUS CHRISTI É O TESTEMUNHO PÚBLICO DE FÉ, DA PRESENÇA REAL DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO NA SAGRADA EUCARISTIA.

A origem da Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo remonta ao século XIII. A Festa de Corpus Christi foi instituída pelo Papa Urbano IV em 11 de agosto de 1264, para ser celebrada na quinta-feira após a Festa da Santíssima Trindade, que acontece no domingo depois de Pentecostes.

O decreto de Urbano IV teve pouca repercussão na época, porque ele veio há falecer pouco tempo depois. Mas propagou-se em algumas igrejas, como na diocese de Colônia Alemanha, onde Corpus Christi é celebrado desde antes de 1270.

Urbano IV, que antes de se tornar Papa era conhecido como Jacques Pantaléon, um dos religiosos que apoiava Juliana de Mont Cornillon, freira agostiniana cujas virtudes e dons se evidenciavam e ela passou a descrever suas revelações, obtida durante suas orações contemplativas.

Juliana nasceu em Liège Bélgica em 1192. Com 14 anos, em 1206, entrou para o convento das agostinianas em Mont Cornillon, na periferia de Liège. Com 17 anos, em 1209, começou a ter visões. Uma delas descreveu uma lua atravessada por uma faixa escura, isto foi interpretado como sendo a ausência de uma festa eucarística no calendário litúrgico, para honrar o corpo sagrado de Cristo, sacrificado pela humanidade.

Juliana então passou a receber visões de Jesus Cristo e Ele apontava que não havia festas em honra do Sagrado Sacramento. A partir de então, ela defendeu a criação de uma festa que mais tarde se tornou a festa de Corpus Christi.

Em 1230 com autorização do vigário geral Jacques Pantaléon, iniciou-se na paróquia de Saint Martin em Liège a procissão eucarística, porém, somente dentro da igreja a fim de proclamar a gratidão a Deus pelo benefício da Eucaristia.

Em 1247, aconteceu a 1ª procissão eucarística pelas ruas de Liège, já como festa da diocese. Depois se tornou festa nacional na Bélgica.

A festa mundial de Corpus Christi foi decretada em 1264, 6 anos após a morte de irmã Juliana em 1258, com 66 anos. Santa Juliana de Mont Cornillon foi canonizada em 1599 pelo Papa Clemente VIII.

Um fato que realmente fez com que a festa acontecesse, foi o milagre Eucarístico ocorrido em Bolsena, Itália.

Conta à história que um sacerdote que passava por provações quanto à presença real de Cristo na Eucaristia, enquanto celebrava a Santa Missa, foi novamente acometido da dúvida. Na hora da Consagração veio-lhe a resposta em forma de milagre: a Hóstia branca transformou-se em carne viva, respingando sangue e manchando o corporal. A notícia do milagre espalhou-se pela região.

Estando o Papa em Orvieto, região próxima a Bolsena, mandou que fossem trazidas as relíquias até ele. Os objetos milagrosos foram para Orvieto em grande procissão, sendo recebidos solenemente por sua santidade e levados para a Catedral de Santa Prisca.

A Festa de Corpus Christi é a celebração em que solenemente a Igreja comemora a instituição do Santíssimo Sacramento da Eucaristia, sendo o único dia do ano que o Santíssimo Sacramento sai em procissão às nossas ruas. Propriamente é a Quinta-feira Santa o dia da instituição, mas a lembrança da Paixão e Morte do Salvador não permite uma celebração festiva. Por isso, é na Festa de Corpus Christi que os fiéis agradecem e louvam a Deus pelo inestimável dom da Eucaristia, na qual o próprio Senhor se faz presente como alimento e remédio de nossa alma. A Eucaristia é fonte e centro de toda a vida cristã. Nela está contido todo o tesouro espiritual da Igreja, o próprio Cristo.

“É a festa da Eucaristia, dom maravilhoso de Cristo, que na Última Ceia quis deixar-nos o memorial da sua Páscoa, o sacramento do seu Corpo e do seu Sangue, penhor de amor imenso por nós.” (Papa Bento XVI).


Nenhum comentário: